Prefeitura de São José do Rio Preto
Com 26 casos confirmados Secretaria de Saúde intensifica ações contra o Sarampo - Saúde -  - Releases
LINKS
Prefeitura de São José do Rio Preto
Com 26 casos confirmados Secretaria de Saúde intensifica ações contra o Sarampo - Saúde -  - Releases
PROFISSIONAL
Prefeitura de São José do Rio Preto
Com 26 casos confirmados Secretaria de Saúde intensifica ações contra o Sarampo - Saúde -  - Releases
:: ENTRAR
Usuário:

Senha:



Com 26 casos confirmados Secretaria de Saúde intensifica ações contra o Sarampo - Saúde -  - Releases

Com 26 casos confirmados Secretaria de Saúde intensifica ações contra o Sarampo

Casos tiveram início em julho após crescimento de registros em todo o Estado




A Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria de Saúde, continua com ações voltadas ao combate do surto de casos de sarampo na cidade. Até o momento foram 26 casos registrados da doença.



Não ocorriam casos de sarampo em Rio Preto desde 1999, quando foi registrado o último caso. Em 2016 o Brasil recebeu o certificado de eliminação do sarampo no país. No entanto, com a migração de Venezuelanos pelo Estado de Roraima em meados de 2017, o vírus voltou a circular em diversas regiões. Neste ano, o Estado de São Paulo apresentou aumento de casos de sarampo e em Rio Preto foi observada a entrada do vírus em um surto importado no mês de julho.



Segundo a gerente do Setor de Imunização da Secretaria de Saúde, Michela Dias Barcelos, a doença precisa ser evitada já que é totalmente controlada por meio da vacinação. “Estamos fazendo todas as medidas que são recomendadas pelo Ministério da Saúde que inclui a vacinação de rotina que é a medida mais eficiente de controle. Se as pessoas se vacinarem, mantiverem sua situação vacinal atualizada, teremos menos pessoas suscetíveis e o vírus terá dificuldade de se manter em circulação na cidade”, explica.



A vacina é a Tríplice Viral que combate ao mesmo tempo Sarampo, Caxumba e Rubéola. Ela faz parte do calendário oficial do Governo Federal para crianças, adolescentes e adultos. Neste momento, por conta do surto da doença, bebês de 6 a 11 meses estão tomando uma dose chamada de “dose zero”. Esta dose extra não será válida para a rotina, ou seja, ela deverá ser repetida posteriormente.



Pessoas de um a 29 anos tem de tomar duas doses como determina a carteira vacinal. Já para pessoas de 30 a 59 anos a recomendação é uma dose da Tríplice Viral.



“Temos também o bloqueio vacinal para fazer o histórico por onde essa pessoa contaminada passou: local de trabalho, atividades sociais que participou e fazer a vacinação de todos esses contatos para evitar o surgimento de casos secundários e novos surtos da doença, diz Michela.



Todas as 27 UBS’s de Rio Preto dispõem da vacinação contra o Sarampo. Não houve nenhum registro de morte pela doença na cidade. No Estado, três pessoas morrem em decorrência do Sarampo.



Sobre a doença



Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.



Os principais sintomas são:



febre acompanhada de tosse;



irritação nos olhos;



nariz escorrendo ou entupido;



mal-estar intenso;



 Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.



Seminário



No dia 3 de setembro, por iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, foi realizado o seminário “Alerta Sarampo 2019”, que trouxe a Rio Preto o infectologista da Fiocruz Amazonas, de Manaus, dr. Marcus Lacerda. O evento ocorrido no Centro de Convenções da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) contou com 500 profissionais da área da saúde.



Com a experiência de ter atuado contra cerca de 9 mil casos suspeitos de sarampo em Manaus (mais de 7 mil confirmados), Lacerda prendeu a atenção dos presentes, com muita informação, imagens de pacientes infectados e princípios de cuidados contra a doença.



As ações de Rio Preto mereceram elogios do especialista. “Rio Preto está fazendo um trabalho importante de intensificar as ações de vacinação. E o bloqueio de casos suspeitos está acontecendo de acordo com o protocolo. Só precisa intensificar os treinamentos. As pessoas têm de ajudar a Secretaria de Saúde a fazer o seu trabalho, as comunidades têm de deixar o pessoal da Saúde entrar nas casas e nas escolas”, destacou o especialista.



Texto: Raphael Ferrari

  View this article in PDF format Print article

Outras notícias:
Notícia anterior Rio Preto inicia campanha de vacinação antirrábica amanhã, dia 1 Em 20 dias, Castramóvel registra 465 interessados Próxima notícia




SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | Av. Romeu Strazzi, 199 - Vila Sinibaldi | Telefone: (17) 3216-9766 | DISQUE SAÚDE: 0800 7717123
Desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia e Informação | Envio de sugestões