Prefeitura de São José do Rio Preto
Saúde lança projeto-piloto de combate a escorpiões - Saúde -  - Releases
PROFISSIONAL
Prefeitura de São José do Rio Preto
Saúde lança projeto-piloto de combate a escorpiões - Saúde -  - Releases
:: ENTRAR
Usuário:

Senha:



Saúde lança projeto-piloto de combate a escorpiões - Saúde -  - Releases

Saúde lança projeto-piloto de combate a escorpiões

A ação é decorrente da crescente infestação deles na área urbana





A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Ambiental, inicia na próxima segunda-feira, 28, um projeto-piloto de combate a escorpiões em Rio Preto. A ação é decorrente da crescente infestação deles na área urbana. Em 2016, a pasta registrou 280 acidentes com esses animais. Já em 2017, foram 376 acidentes. E, neste ano, até 24 de maio, 214 casos.



“Esta situação tornou-se um importante fator de risco à saúde pública devido à potência da peçonha deste animal, somada às características do ciclo biológico, especialmente à capacidade de reproduzir-se sem a necessidade de acasalamento”, explicou Abner Alves, gerente da vigilância ambiental.

O projeto foi desenvolvido como complemento às ações emergenciais desencadeadas no início do ano, com a remoção de resíduos descartados irregularmente e intensificação das fiscalizações, e tem o objetivo de determinar a eficácia do combate químico contra escorpiões e sua principal fonte de alimento, as baratas, presentes nas galerias de esgoto.A ação conta com a parceria do Semae e tem apoio da Unirp. Inicialmente, o estudo será feito em duas áreas da cidade com maior infestação: Vila Flora e Parque Industrial. Na primeira etapa, os agentes de saúde visitarão os domicílios, acompanhados de estudantes de biologia da universidade, para buscar escorpiões dentro dos imóveis, fazer a coleta – caso necessário – e realizar um questionário com os moradores.

Os estudantes estarão identificados com um adesivo e atuarão em duplas, sempre acompanhados dos agentes de saúde. Além disso, estarão calçando botas, usando luvas, munidos de óculos de proteção, pinças de 20cm e lanterna com luz ultravioleta, que facilita a busca no escuro, já que eles se tornam fluorescentes na presença da luz. Carros de som também estarão nas ruas avisando os moradores sobre a ação.

As visitas serão realizadas durante a semana, entre 19h e 21h. “Os escorpiões são animais de hábitos noturnos, quando saem para buscar alimento. Por isso, essa etapa ocorrerá durante a noite. A partir desse questionário, iremos levantar a situação daqueles locais”, completou.

Na segunda etapa, será aplicado inseticida nas galerias de esgoto, das ruas do bairro Vila Flora. A ação deverá promover o combate direto, provocando a morte dos escorpiões, e indireto, com a morte das baratas. O produto utilizado não é comercial, sendo restrito a serviços públicos de saúde e empresas de desinsetização. Os moradores também serão avisados pelos carros de som da data da aplicação.

Na área do Parque Industrial, o produto não será aplicado. A estratégia visa comparar as duas áreas, após a aplicação do produto. Depois das duas etapas, o projeto continua com visitas periódicas da Vigilância a cada dois meses para verificar os resultados. Serão 140 dias de estudo, com término previsto para 29 de outubro. “A expectativa é que, ao final do ano, obtendo resultados positivos com esse projeto, possamos ampliar o trabalho para toda a cidade, sobretudo nas áreas mais afetadas”, finalizou.



Letícia Greco


  View this article in PDF format Print article

Outras notícias:
Notícia anterior Saúde realiza audiência pública no dia 28 Campanha de vacinação antirrábica imuniza 17.658 animais Próxima notícia




SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | Av. Romeu Strazzi, 199 - Vila Sinibaldi | Telefone: (17) 3216-9766 | DISQUE SAÚDE: 0800 7717123
Desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia e Informação | Envio de sugestões