Prefeitura de São José do Rio Preto
Saúde apresenta balanço do 3º quadrimestre de 2017 - Saúde -  - Releases
PROFISSIONAL
Prefeitura de São José do Rio Preto
Saúde apresenta balanço do 3º quadrimestre de 2017 - Saúde -  - Releases
:: ENTRAR
Usuário:

Senha:



Saúde apresenta balanço do 3º quadrimestre de 2017 - Saúde -  - Releases

Saúde apresenta balanço do 3º quadrimestre de 2017


O secretário interino de Saúde de Rio Preto, André Baitello, apresentou na noite de quarta-feira, 28, o balanço do terceiro quadrimestre de 2017 da pasta, em Audiência Pública realizada na Câmara Municipal. O presidente da casa, Jean Charles, e o vereador Renato Pupo participaram da sessão.


Durante o encontro, foram apresentados dados referentes a todos os setores da saúde pública no município, como estrutura da rede, receitas e despesas, indicadores de saúde, número de consultas, registros de reclamações, entre outros. De acordo com a gerente de Ouvidoria da secretaria, Patrícia Gonzales, houve uma redução no número de reclamações e aumento no registro de elogios, o que levou o vereador Renato Puppo a comentar: “Esse dado nos permite admitir que o trabalho vem sendo bem feito”.


Outro assunto de destaque foi relativo ao orçamento, que terminou o ano com saldo positivo. A lei exige aplicação de 15% na saúde, mas o município aplicou 25,56%. Houve uma evolução de 5,46% na receita total vinculada à saúde e 10,12% nas despesas, em relação aos meses de janeiro a dezembro de 2016.


"O município tem-se esforçado bastante para aportar o maior número possível de recursos na saúde e manter o atendimento de qualidade ao usuário", acrescentou o secretário Baitello.


Outro assunto da audiência pública, foram as arboviroses, como dengue, zika e chikungunya. O município registrou em janeiro deste ano o maior índice larvário de Aedes aegypti da série histórica desde 2000: 6,7%. O índice tido como aceitável pelo Ministério da Saúde é de até 1%. "Foi uma surpresa, já que tivemos poucos casos de dengue no ano passado. O resultado revela uma falta de cuidado dos moradores, visto que esse índice representa as larvas colhidas apenas nos quintais das casas", explicou o gerente da Vigilância em Saúde, Izalco Nuremberg.


Para evitar a proliferação do mosquito, que transmite essas doenças, o município está adotando uma série de ações, como os mutirões da limpeza e da saúde direcionados às áreas com maior índice larvário. "Estamos sob alto risco de termos uma epidemia, principalmente de zika e chikungunya. Não temos vacina, por isso o controle do índice larvário é fundamental. O mutirão será estendido para abranger 100% do município", afirmou o secretário.


Sobre o balanço do último quadrimestre de 2017, o secretário ressaltou a importância da Atenção Básica para a prevenção e cuidados com a Saúde. "O modelo assistencial tem de ser centrado na assistência primária e isso é o que a Secretaria está almejando para os próximos anos. Por isso, estamos buscando parcerias com as faculdades", finalizou.


O balanço da Audiência Pública está disponível no link: http://gestao.saude.riopreto.sp.gov.b ... blish/?tac=Tran_Audi_Publ
  View this article in PDF format Print article

Outras notícias:
Notícia anterior Casos de dengue seguem em baixa em Rio Preto Centro Médico de Especialidades aumenta consultas em fevereiro Próxima notícia




SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | Av. Romeu Strazzi, 199 - Vila Sinibaldi | Telefone: (17) 3216-9766 | DISQUE SAÚDE: 0800 7717123
Desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia e Informação | Envio de sugestões