Prefeitura de São José do Rio Preto
Vacinas devem estar atualizadas para volta às aulas - Saúde -  - Releases
PROFISSIONAL
Prefeitura de São José do Rio Preto
Vacinas devem estar atualizadas para volta às aulas - Saúde -  - Releases
:: ENTRAR
Usuário:

Senha:



Vacinas devem estar atualizadas para volta às aulas - Saúde -  - Releases

Vacinas devem estar atualizadas para volta às aulas


Com a volta das aulas na rede municipal de Rio Preto na próxima segunda-feira, 5, os pais e responsáveis devem estar atentos para a carteirinha de vacinação dos estudantes. "Somente com a carteira de vacinação atualizada, podemos prevenir doenças que são graves entre as crianças, como gripe, coqueluche, meningite C e sarampo", disse a gerente de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Michela Barcelos.


Por isso, é fundamental que os pais e responsáveis levem os filhos a uma sala de vacinação, na unidade de saúde mais próxima de suas casas, portando um documento de identidade e a carteirinha de vacinação. Todas as vacinas elencadas nos calendários oficiais de vacinação precisam estar atualizadas. "Os pais devem dar atenção especial àquelas que exigem esquema de multidoses ou reforços periódicos", acrescentou.


A vacina contra a gripe, por exemplo, é indicada para menores de 5 anos e deve ser aplicada anualmente. Já os reforços de tétano e difteria são recomendados a cada 10 anos, por isso, os adultos também devem procurar as unidas de saúde para atualizar a carteira de vacinação.


Calendário de vacinação


Atualmente, as vacinas que compõem o calendário de rotina de crianças e adolescentes são as que previnem das seguintes doenças: tuberculose, hepatite B, difteria, coqueluche, tétano, gripe, meningite C, poliomielite, febre amarela, sarampo, caxumba, rubéola, varicela, hepatite A, HPV, gastroenterites causadas por rotavírus e infecções causadas pelo pneumococo.


A especialista também alerta para que pais de adolescentes fiquem atentos para a vacinação contra o HPV, já que ela foi incluída no calendário de rotina para as meninas em 2014 e para os meninos em 2017. Por ser nova, a adesão ainda está baixa no município, sobretudo entre os meninos. "Nos meses de dezembro e janeiro, intensificamos as convocações de faltosos para tentar ampliar a cobertura para a segunda dose. É preciso ficar atento para o agendamento feito na carteira de vacinação", explicou Michela.


Febre Amarela


Atualmente, a vacina contra a febre amarela é feita em dose única. Por isso, em Rio Preto, onde não há fracionamento da vacina, basta tomar uma única dose em qualquer período da vida para estar protegido da doença. No município, portanto, não há recomendação para doses de reforço. "O que precisamos é que a população esteja atenta e procure uma unidade de saúde caso não tenha recebido ao longo da vida nenhuma dose da vacina", finalizou.


A vacina é recomendada a partir dos nove meses de idade, enquanto a restrição é para pessoas que tenham alergia a ovo, imunodepressivos e pessoas que estejam fazendo tratamento com imunossupressores, grávidas e mulheres que estão amamentando bebês com menos de seis meses.
  View this article in PDF format Print article

Outras notícias:
Notícia anterior Edinho entrega óculos de grau para crianças e adolescentes Janeiro registra dois casos positivos de dengue em Rio Preto Próxima notícia




SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | Av. Romeu Strazzi, 199 - Vila Sinibaldi | Telefone: (17) 3216-9766 | DISQUE SAÚDE: 0800 7717123
Desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia e Informação | Envio de sugestões