Prefeitura de São José do Rio Preto
Rio Preto participa do Dia Mundial de Luta contra a AIDS - Saúde -  - Releases
PROFISSIONAL
Prefeitura de São José do Rio Preto
Rio Preto participa do Dia Mundial de Luta contra a AIDS - Saúde -  - Releases
:: ENTRAR
Usuário:

Senha:



Rio Preto participa do Dia Mundial de Luta contra a AIDS - Saúde -  - Releases

Rio Preto participa do Dia Mundial de Luta contra a AIDS

 

Desde 1987, o dia 1º de dezembro é considerado o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. A data foi instituída pela Organização Mundial da Saúde com o objetivo de conscientizar sobre a doença que, apesar de ter tratamento, ainda não tem cura. Em Rio Preto, as ações de conscientização são realizadas anualmente pela Secretaria Municipal de Saúde, que busca incentivar a realização dos testes do Programa Fique Sabendo (HIV, sífilis e hepatites).
Nesta sexta-feira, as atividades programadas para lembrar a data foram realizadas no Plaza Avenida Shopping, onde uma equipe da Saúde composta por enfermeiros e técnicos de enfermagem realizaram orientações, distribuição de preservativos e aferição de pressão e glicemia. A companhia Paulista de Artes participou da data, levando ao público o "Labirinto das Sensações" - uma intervenção teatral.
O funcionário de uma loja do shopping, Anderson Rodrigo Faustino da Silva, de 27 anos, não conhecia as ações e aprovou a iniciativa. "É muito importante, porque tem muita gente que ainda não tem conhecimento ou tem vergonha de perguntar. Ainda há muito preconceito, então essas ações são importantes", disse ele, que também passou pelo "Labirinto das Sensações". "O Labirinto é muito divertido", completou.
Na intervenção teatral, o público é convidado a entrar em um labirinto onde em cada passagem há cenários e personagens diferentes que falam sobre prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, de forma espontânea e lúdica. "Nós criamos essa ideia há sete anos, porque percebemos que só os panfletos não eram suficientes para levar o assunto a todos os públicos. Desde então, estamos rodando o Brasil com essa temática", conta o diretor Rodrigo Gatera. 
Durante toda a semana, a Secretaria também realizou ações de orientação nas salas de espera das unidades de saúde, colocou o caminhão da saúde em diferentes locais da cidade, onde a população pôde realizar os testes, e levou a equipe do programa Consultório de Rua até a população sem lar. 
"Nossa ideia foi aumentar o número de testes realizados, pois a testagem é a porta de entrada para esta cadeia de ações que envolvem prevenção, tratamento e cuidado no enfrentamento das doenças sexualmente transmissíveis e a AIDS", disse a gerente do departamento de DST/AIDS, Maria Amélia Rocha.
Rio Preto contra a AIDS
A estrutura da rede pública de Saúde de Rio Preto conta com o Complexo de Doenças Crônicas Transmissíveis que trabalha com a prevenção, o diagnóstico e o tratamento de DSTs e AIDS no município. No Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), a população pode realizar tanto o teste rápido, cujo resultado fica pronto em 15 minutos, quanto o convencional, que fica pronto em 15 dias. Caso o resultado seja positivo, a equipe de saúde encaminhará o paciente para o início do tratamento. Atualmente, 1.753 pacientes são acompanhados no Ambulatório de Doenças Crônicas, no Complexo.
O tratamento dos pacientes com HIV/AIDS consiste na ingestão de medicamentos antirretrovirais que impedem a multiplicação do vírus no organismo e ajudam a evitar o enfraquecimento do sistema imunológico. "O uso regular dos antirretrovirais é fundamental para aumentar o tempo e a qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV e reduzir o número de internações e infecções por doenças oportunistas", completou Maria Amélia. 
Além do Complexo, as 27 unidades de saúde realizam o Programa Fique Sabendo, que faz o pré-aconselhamento, a coleta do exame, e o pós-aconselhamento. Os insumos de prevenção, como os preservativos, também estão disponíveis nas unidades de saúde. Qualquer pessoa pode retirá-los sem a necessidade de identificação. Também não há limite. "O preservativo é muito importante porque previne não só o HIV, mas uma série de outras doenças, como HPV, gonorreia, clamídia e hepatite B", afirmou a infectologista Cássia Estofolete.

 

 

  View this article in PDF format Print article

Outras notícias:
Notícia anterior Dengue de novembro registra apenas 3 casos Saúde promove ações no Dia Mundial de Luta contra a Aids Próxima notícia




SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | Av. Romeu Strazzi, 199 - Vila Sinibaldi | Telefone: (17) 3216-9766 | DISQUE SAÚDE: 0800 7717123
Desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia e Informação | Envio de sugestões