Prefeitura de São José do Rio Preto
PROFISSIONAL
Prefeitura de São José do Rio Preto
:: ENTRAR
Usuário:

Senha:





|

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA


1. Assistência Farmacêutica - O que é?

2. Medicamentos Padronizados - REMUME

3. Comissão Municipal de Farmácia e Terapêutica

4. Normatização da Dispensação e Prescrição de Medicamentos

5. Formulários de Prescrição de Medicamentos

6. Normas e Procedimentos Padrões da Assistência Farmacêutica

7. Componente Especializado da Assistência Farmacêutica - Alto Custo

8. Cronograma de Distribuição de Medicamentos na Central de Abastecimento

9. Farmacovigilância 

10. Farmácia Popular 

11. Protocolo de Tratamento de Influenza 

12. Informes Técnicos 

13. Farmácia Municipal 

 


  

1. ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - O QUE É?

É um sistema de apoio constituído por um conjunto de ações técnicas e científicas que visam qualificar os serviços de saúde por meio da garantia do acesso e uso racional de medicamentos.

Para o desenvolvimento das ações a Assistência Farmacêutica executa as atividades:
Técnico-assistenciais: seleção, adesão ao tratamento, gestão de caso, dispensação especializada, conciliação de medicamentos, atendimento farmacêutico à demanda es¬pontânea, grupos operativos-educativos, seguimento farmacoterapêutico.
Técnico-gerenciais: programação, aquisição, distribuição, controle de estoque conservação

Fale conosco:  sms.daf@riopreto.sp.gov.br

Documentos importantes da Assistência Farmacêutica:
Política Nacional de Medicamentos
Política Nacional de Assistência Farmacêutica
Assistência Farmacêutica na Atenção Básica

Página anterior

 


  

2. MEDICAMENTOS PADRONIZADOS - REMUME

A relação municipal de medicamentos essenciais – REMUME segue a determinação da Política Nacional de Medicamentos de se disponibilizar à população do município de São José do Rio Preto os medicamentos para controlar e tratar as doenças prioritárias.

A REMUME é elaborada por um comitê técnico denominado de Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT). A CFT utiliza critérios epidemiológicos, técnicos, científicos e econômicos para a eleição de medicamentos seguros, eficazes e custo efetivos.

A adoção de uma lista de medicamentos essenciais permite ao sistema de saúde garantir o acesso equânime e sustentável aos medicamentos, bem como o seu uso racional.

Sugestões à CFT podem ser feitas por meio do preenchimento e envio do formulário para inclusão/exclusão de medicamentos à REMUME, no link específico.

Acesse aqui a REMUME:
Ordem Alfabética
Grupo Farmacológico
Carrinho de Parada UPA e SAMU
Carrinho de Parada Atenção Básica e Especializada
Protocolo doenças infecto parasitárias
REMUME para impressão
Portaria REMUME 

Acesse também:
RENAME
CONITEC

Página anterior

 


  

3. COMISSÃO MUNICIPAL DE FARMÁCIA E TERAPÊUTICA 

Regimento
Portaria de Nomeação
Formulário para inclusão/exclusão de medicamentos à REMUME
Pareceres
Publicações Técnicas

Página anterior

 


  

4. NORMATIZAÇÃO DA DISPENSAÇÃO E PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTOS 

Legislação Municipal

Página anterior

 


  

5. FORMULÁRIOS DE PRESCRIÇÃO DE MEDICAMENTOS 

Amoxicilina 250mg + Ácido Clavulânico 62,50mg / 5ml – Frasco 75ml
Amoxicilina 500mg + Clavulanato de Potássio 125mg - Comprimido
Azitromicina 500mg - Comprimido
Ceftriaxona 1g – EV
Clindamicina 300mg - Comprimido
Levofloxacino – Comprimido
Vancomicina 500mg - Pó para Injeção EV

Página anterior

 


  

6. NORMAS E PROCEDIMENTOS PADRÕES DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA 

Manual da Assistência Farmacêutica
POP – Monitoramento do Vencimento
POP – Controle de Estoque Consultório Odontológico
POP – Controle de Estoque Pronto Atendimento
POP – Controle de Estoque Carrinho de Emergência
POP – Controle de Estoque Maleta de Plantão da Enfermagem
POP – Recebimento
POP – Inventário
POP – Dispensação de Oseltamivir
POP – Dispensação de Repelente
POP – Devolução de Medicamentos

Página anterior

 


  

7. COMPONENTE ESPECIALIZADO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA - ALTO CUSTO

O Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF) é uma importante estratégia para a garantia do acesso a medicamentos no Sistema Único de Saúde (SUS). Ele se relaciona com o Componente Básico da Assistência Farmacêutica na medida em que muitas doenças nele contempladas são inicialmente tratadas na Atenção Básica. Sendo assim, sua principal característica é a garantia da integralidade do tratamento medicamentoso para todas as doenças contempladas no CEAF.

Os medicamentos e outras tecnologias em saúde necessárias para garantir a integralidade são definidos em Protocolos Clínicos e Diretrizes terapêuticas (PCDT) por meio das diferentes linhas de cuidado.

No município de São José do Rio Preto o CEAF está sob a gestão da Secretaria Estadual da Saúde (SES-SP).

Endereço e telefone das farmácias do CEAF em São José do Rio Preto:
AME – Ambulatório Médico de Especialidades - Avenida Lino José de Seixas, 1455 - Jardim Fuscaldo - CEP: 15061000 - (17) 3202-1717.
Rua Bernardino de Campos, 4441 – Redentora – (17) 3222-4634 ou (17) 3214-3434 ou (17) 3201-5241.

Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas Ministério da Saúde – Arquivo completo
Protocolos e Normas Técnicas Estaduais
Protocolos Clínicos – Resumido (CID contemplado e exames necessários)
Busca por Medicamento
LME (Laudo de solicitação de medicamentos do CEAF)

Página anterior

 


  

8. CRONOGRAMA DE DISTRIBUIÇÃO DE MEDICAMENTOS NA CENTRAL DE ABASTECIMENTO

Fevereiro e Março de 2018

Página anterior

 


  

9. FARMACOVIGILÂNCIA

Farmacovigilância é o conjunto de procedimentos relacionados à detecção, avaliação, compreensão e prevenção de reações adversas a medicamentos ou quaisquer outros possíveis problemas relacionados a fármacos.

A farmacovigilância tem como objetivo principal a redução das taxas de morbidade e mortalidade associada ao uso de medicamentos, através da detecção precoce de problemas de segurança desses produtos para os pacientes, além de melhorar a seleção e o uso racional dos medicamentos pelos profissionais de saúde.

A principal ferramenta da farmacovigilância é a notificação espontânea por parte dos profissionais de saúde, de toda SUSPEITA DE REAÇÃO ADVERSA CAUSADA POR MEDICAMENTO ou mesmo de outros problemas relacionados a medicamentos como desvios de qualidade, perda de eficácia, abuso, intoxicação, uso indevido ou mesmo erros de administração.

O conjunto de notificações recebidas vai permitir a:
A identificação precoce de reações adversas desconhecidas até o momento;
A identificação do aumento de frequência das reações adversas conhecidas;
A identificação de fatores de risco e possíveis mecanismos subjacentes às reações adversas;
A avaliação e comunicação dos riscos e benefícios dos medicamentos no mercado, e
A disseminação de informações necessárias ao aprimoramento da prescrição e regulação dos medicamentos, promovendo o uso racional e seguro destes produtos.

Formulário para Profissionais de Saúde:
Notificação On-line
Download do Formulário para Preenchimento Manual
Manual de Orientações para o Preenchimento do Formulário

Formulário para Consumidores:
Notificação On-line
Download do Formulário para Preenchimento Manual

Página anterior

 


  

10. FARMÁCIA POPULAR

O Programa Farmácia Popular é uma estratégia do Ministério da Saúde para ampliar o acesso da população aos medicamentos essenciais.

A modalidade do programa em funcionamento atualmente é o AQUI TEM FARMÁCIA POPULAR.

O AQUI TEM FARMÁCIA POPULAR distribui gratuitamente, nas farmácias e drogarias da rede privada, os medicamentos para diabetes, hipertensão (pressão alta) e asma.

O conjunto de notificações recebidas vai permitir a:
A identificação precoce de reações adversas desconhecidas até o momento;
A identificação do aumento de frequência das reações adversas conhecidas;
A identificação de fatores de risco e possíveis mecanismos subjacentes às reações adversas;
A avaliação e comunicação dos riscos e benefícios dos medicamentos no mercado, e
A disseminação de informações necessárias ao aprimoramento da prescrição e regulação dos medicamentos, promovendo o uso racional e seguro destes produtos.

Consulte aqui a lista dos medicamentos disponibilizados no Programa Aqui Tem Farmácia Popular
Consulte aqui as farmácias e drogarias credenciadas no Programa Aqui Tem Farmácia Popular
Como utilizar o Aqui Tem Farmácia Popular - Orientações ao Consumidor
Regras para a prescrição de medicamentos do Aqui Tem Farmácia Popular - Orientação ao Prescritor
Regras do Aqui Tem Farmácia Popular - Orientações aos Profissionais de Saúde
Acesse aqui para respostas às dúvidas frequentes sobre o Aqui Tem Farmácia Popular

Acesse também:
Portaria que regulamenta o Programa Farmácia Popular

Página anterior

 


  

11. PROTOCOLO DE TRATAMENTO DE INFLUENZA

Protocolo do Ministério da Saúde - 2017
Orientação sobre o preparo de diluições

Página anterior

 


  

12. INFORMES TÉCNICOS

2018:
Aminofilina

2017:
Prednisolona X Prednisona
Álcool
Saúde da Mulher
Dislipidemia
Ceftriaxona

Página anterior

 


  

13. FARMÁCIA MUNICIPAL

A Farmácia Municipal dispensa medicamentos do Componente Básico da Assistência Farmacêutica à população, padronizados na REMUNE (Relação Municipal de Medicamentos Essenciais). O horário de atendimento é diferenciado do das farmácias das Unidades de Saúde, para ampliar o acesso da população a esses medicamentos.

Horário de atendimento: segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e, aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 14h.

A Farmácia Municipal conta com farmacêutico durante todo o período de funcionamento e disponibiliza serviços clínicos, com atendimento individual, em local privativo, que visa ao monitoramento dos resultados do tratamento farmacológico e à identificação de possíveis resultados negativos, relacionados ao uso dos medicamentos, como: reações adversas, uso incorreto, interação com medicamentos ou alimentos.

Na consulta, ou seguimento farmacoterapêutico, o farmacêutico avalia os medicamentos utilizados pelo paciente quanto à forma de tomá-los, interação com outros medicamentos, evolução clínica da patologia e define um plano terapêutico com metas e objetivos. Quando necessário, o farmacêutico entra em contato com outros profissionais e realiza encaminhamentos. Todo o processo é registrado no prontuário eletrônico do paciente.

O Consultório Farmacêutico foi definido pelas Resoluções nº 585 e nº 586/2013, do Conselho Federal de Farmácia, e pela Lei Federal nº 13.021/2014.

Acesse:
Resolução Nº 585, de 29 de agosto de 2013
Resolução Nº 586, de 29 de agosto de 2013
Lei Nº 13.021, de 8 de agosto de 2014

Página anterior

 





SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | Av. Romeu Strazzi, 199 - Vila Sinibaldi | Telefone: (17) 3216-9766 | DISQUE SAÚDE: 0800 7717123
Desenvolvido pelo Departamento de Tecnologia e Informação | Envio de sugestões